NEGUINHO DO SAMBA NÃO MORRE

por MAÍSA PARANHOS

Confesso que, na condição de carioca, nascida e criada no Rio, não sou encantada pela Bahia. Minha impressão desta ‘Terra de Todos os Santos”, vem de minha vivência, não do encantamento, que poderia, a qualquer hora, receber o beijo despertador, que nos faz mais próximos do que seria o Real.

Quero dizer com isso que Neguinho do Samba não é encantamento, sujeito ao desencanto. Ao contrário, este Artista baiano veio para ficar. É materializado no som, no ritmo, em nossos corpos que a cada batida de percussão nos leva ao movimento que nos irmana a todas as pessoas e, sem exagero, ao Universo. Dançamos e somos abençoados em fazê-lo. Nossos corpos ganham dimensões desconhecidas quando ouvimos a batida do Olodum, e isso é real.

Determinados gênios possuem naturalmente este poder. Assim é, foi e será Neguinho do Samba, do Pelô, da Didá, das crianças, do som maior.

Gente assim engrandece não só a Bahia e o Brasil, mas a Humanidade.

Grata, é assim que me sinto.

Anúncios

Tags: , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: