DE ENÉAS GUERRA PARA NÓS, CRIANÇAS

CAPA DO LIVRO A SER LANÇADO EM 17.10.2009

CAPA DO LIVRO A SER LANÇADO EM 17.10.2009

UM VAPORZINHO NAS

ÁGUAS DA IMAGINAÇÃO

 

por zédejesusbarrêto

 

Dedicado às crianças, mas uma gostosa aventura para seres sensíveis de todas as idades, está sendo lançado no próximo dia 17, sábado, o livro ‘Vaporzinho’, do artista gráfico Enéas Guerra, textos e desenhos.

O livro conta, em cores e versejos com gosto de tabocas e abafa-banca da infância, a história de um vaporzinho inspirada nos navios a vapor da antiga Cia de Navegação Baiana que faziam o transporte de gente e de mercadorias entre o Porto de Salvador e os cais dos principais pontos produtores do Recôncavo singrando as águas da Baía de Todos-os-Santos.

Segundo o jornalista e escritor Jorginho Ramos (*), ‘há 190 anos, exatamente em 4 de outubro de 1819, foi realizada a viagem inaugural do Vapor de Cachoeira, uma revolução tecnológica para a época’. Pela primeira vez se navegava pelas águas do Paraguaçu sem a necessidade dos ventos para impulsionar a embarcação.

O vapor foi construído em Salvador, num estaleiro que havia na Preguiça, e equipado com uma máquina adquirida na Inglaterra. O Vapor de Cachoeira viajou até o começo dos anos 60, era símbolo de uma época, uma alegria em cada chegada e partida com seu sino, seus apitos, e inspirou os cantadores do povo:

 

O Vapor de Cachoeira

Não navega mais no mar;

Arriba o pano, toca o búzio

Nós queremos navegar’…

 

O autor

A concepção, as letras e os instigantes desenhos são do paulista-baiano Enéas Guerra, nascido em Botucatu (em 1951) e radicado na Bahia desde 1973. Ele é formado pela Escola Superior de Propaganda e Marketing (São Paulo, 1972) e sobrevive do design, ilustrações e artes gráficas. Editou e ilustrou alguns livros do fotógrafo e etnólogo francês Pierre Verger e desde 1993 é sócio da Solisluna Design Editora, empresa voltada para a comunicação visual e a publicação de livros.

O ‘Vaporzinho’ tem a edição de Valéria Pergentino, autora do projeto gráfico ao lado de Enéas, e foi impresso na Gráfica Santa Marta.

O livro traz ainda uma foto do vapor atracado no cais de Cachoeira, do início do século XX, e mais duas fotos do Rio Paraguaçu espelhando nas águas o casario de São Félix, clicadas em 1975 por Vicente Sampaio, premiado fotógrafo que é irmão de Enéas.

Imperdível!

 

Se você quer me conhecer,

De Vaporzinho pode me chamar.

Um barquinho esperto gosto de ser,

Pra navegar no rio e no mar”.

 

Sábado, dia 17, às 16 horas, na Galeria do Livro, que fica na Travessa Bartolomeu de Gusmão, bairro do Rio Vermelho. Leve a criançada.

 

(*) Leia o artigo de Jorginho Ramos neste blog:

https://jeitobaiano.wordpress.com/2009/10/04/vapor-de-cachoeira-190-anos/

Anúncios

Tags: , ,

Uma resposta to “DE ENÉAS GUERRA PARA NÓS, CRIANÇAS”

  1. maisa paranhos Says:

    O Vaporzinho não ancorou. Continua em nosso imaginário… Por que não reativá-lo na materialidade? Que presente não seria para a Bahia e os baianos!
    O artigo é lindo…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: